Rolando News

Discografia


Acústico em Curitiba, Mundo Livre FM, Jokers, Nicos
Acústico em Curitiba, Mundo Livre FM, Jokers, Nicos.
Patrulha do Espaço
Banda toca hoje no Jokers, dentro do projeto Acústico Mundo Livre
Adriane Perin - Jornal do Estado / Bem Paraná
Fotos: Lyrian Oliveira
(Arquivo: Acústico R)             (Arquivo: Fotos Lyrian 108)
Umas das convidadas de hoje do projeto Acústico Mundo Livre, que se desdobra em uma versão para a rádio homômina e em shows na Praça da Espanha, é uma “estrangeira”. Mas com um pé bem posto por aqui, já que o “mentor atual” da veterana Patrulha do Espaço, Rolando Castello Junior, já fez muito pela cena local em suas temporadas na cidade. Agora ele retorna para um show um pouco diferente, mas no qual, com certeza sua conhecida maestria com as baquetas vai continuar em evidência. A Patrulha do Espaço faz junto com Gato Preto, um show acústico no Jokers.
Em 2009, a lendária banda, criada por Arnaldo Baptista logo depois da saída dos Mutantes, tem na programação uma turnê nacional e outra internacional, com um repertório de canções clássicas da banda que muito bem simbolizam a energia arrebatadora e a sonoridade peculiar que marcou o rock brasileiro dos anos 70 – com o acréscimo de um apuro das letras de quem criou junto de um gênio da música. Castello Junior é um cara que nunca se deixou abater diante das adversidade e por isso segue escrevendo sua história.
Quem viu algum show recente sabe que o cara, ao lado de uma geração mais jovem de músicos, comprova a cada nova performance que sua força continua quase intacta.É um “monstro” atrás de sua bateria e tem sido sempre impressionante vê-lo(os) em atuação. Uma história que começou em 1977 com Arnaldo e deixou páginas – que ainda estão sendo escritas - importantes do rock nacional. É na mistura de rock’n’roll com hard rock que a Patrulha construiu sua potência, estilo e sonoridade rapidamente identificáveis, decalcados ao longo de onze discos e uma série com quatro CDs, intitulada “Dossiê. Este último, um apanhado da carreira, com momentos marcantes, como a abertura para o inesquecível show do Van Halen no Ginásio do Ibirapuera, em 83, um lançamento da curitibana Temptations, do hoje dono do Era Só o Que Faltava, Odilon Merlin. A formação de hoje é trio. Castello Júnior, Marcelo Schevano e René Seabra . “Como nosso repertório atual é basicamente rock pesado pinçamos canções da fase inicial da Patrulha com o Arnaldo”, adianta Castello. È uma canção mais maravilhosa que a outra: “Sunshine”, “Cortar Jacá” e “Trem”. Do repertório atual entra “Arrepiado”. E para fechar, uma preciosidade pouco conhecida de Ivo Rodrigues, “Berro”. “Nossa homenagem a cidade, o estado e nosso querido amigo e ídolo Ivo do Blindagem”, diz o batera.
Patrulha do Espaço
Banda toca hoje no Jokers, dentro do projeto Acústico Mundo Livre

Adriane Perin - Jornal do Estado / Bem Paraná

news_acustico_r
Rolando Castello Junior. Foto: Lyrian Oliveira

 

Umas das convidadas de hoje do projeto Acústico Mundo Livre, que se desdobra em uma versão para a rádio homômina e em shows na Praça da Espanha, é uma “estrangeira”. Mas com um pé bem posto por aqui, já que o “mentor atual” da veterana Patrulha do Espaço, Rolando Castello Junior, já fez muito pela cena local em suas temporadas na cidade. Agora ele retorna para um show um pouco diferente, mas no qual, com certeza sua conhecida maestria com as baquetas vai continuar em evidência. A Patrulha do Espaço faz junto com Gato Preto, um show acústico no Jokers.

Em 2009, a lendária banda, criada por Arnaldo Baptista logo depois da saída dos Mutantes, tem na programação uma turnê nacional e outra internacional, com um repertório de canções clássicas da banda que muito bem simbolizam a energia arrebatadora e a sonoridade peculiar que marcou o rock brasileiro dos anos 70 – com o acréscimo de um apuro das letras de quem criou junto de um gênio da música. Castello Junior é um cara que nunca se deixou abater diante das adversidade e por isso segue escrevendo sua história.

 

news_liryan_108
Patrulha do Espaço. Foto: Lyrian Oliveira

 

Quem viu algum show recente sabe que o cara, ao lado de uma geração mais jovem de músicos, comprova a cada nova performance que sua força continua quase intacta.É um “monstro” atrás de sua bateria e tem sido sempre impressionante vê-lo(os) em atuação. Uma história que começou em 1977 com Arnaldo e deixou páginas – que ainda estão sendo escritas - importantes do rock nacional.

É na mistura de rock’n’roll com hard rock que a Patrulha construiu sua potência, estilo e sonoridade rapidamente identificáveis, decalcados ao longo de onze discos e uma série com quatro CDs, intitulada “Dossiê. Este último, um apanhado da carreira, com momentos marcantes, como a abertura para o inesquecível show do Van Halen no Ginásio do Ibirapuera, em 83, um lançamento da curitibana Temptations, do hoje dono do Era Só o Que Faltava, Odilon Merlin.

A formação de hoje é trio. Castello Júnior, Marcelo Schevano e René Seabra . “Como nosso repertório atual é basicamente rock pesado pinçamos canções da fase inicial da Patrulha com o Arnaldo”, adianta Castello. È uma canção mais maravilhosa que a outra: “Sunshine”, “Cortar Jacá” e “Trem”. Do repertório atual entra “Arrepiado”. E para fechar, uma preciosidade pouco conhecida de Ivo Rodrigues, “Berro”. “Nossa homenagem a cidade, o estado e nosso querido amigo e ídolo Ivo do Blindagem”, diz o batera.